Pular o café da manhã emagrece?

By 7 de novembro de 2017maio 4th, 2019Nutrição com Evidência, Público Geral

Esse questionamento sempre aparece para mim no consultório, mas será que é mito ou verdade? Vamos ver o que a literatura nos diz?

As evidências são controversas: McCrory, Shaw & Lee (2016) dizem em seu artigo que é MITO! Pular café da manhã não emagrece. Pelo contrário, as evidências apontam uma relação entre realizar o café da manhã e prevenção de sobrepeso em crianças e adolescentes (Blondin et al, 2016).

Outros achados, por outro lado, mostram que pular ou não nem causa ganho de peso e nem emagrecimento (Dhurandhar, 2016).

Mais importante do que pular ou não, o que a ciência mostra é que a COMPOSIÇÃO e a QUANTIDADE do café da manhã que deve ser considerado. Baum, Grays & Binns (2015) realizaram ensaio clínico randomizado e mostraram que um café da manhã com elevado conteúdo de proteína aumenta o gasto energético, a oxidação de gorduras, aumenta saciedade e reduz a fome quando comparado a um café da manhã rico em carboidratos.

Em suma: realizar ou não café da manhã possui efeitos diferentes de acordo com o indivíduo! Cada organismo possui sua individualidade, então cabe a você e a seu nutricionista avaliarem qual a melhor estratégia para seu caso. Algumas ideias de proteína de boa qualidade no café da manhã seriam os ovos, pasta de grão de bico, patê de atum caseiro…

Me conta como é o seu café da manhã!

REFERÊNCIAS
MCCRORY, M. A.; SHAW, A. C.; LEE, J. A. Energy and nutrient timing for weight control: does timing of ingestion matter?. Endocrinology and metabolism clinics of North America, v. 45, n. 3, p. 689-718, 2016.
BLONDIN, S. A. et al. Breakfast consumption and adiposity among children and adolescents: an updated review of the literature. Pediatric obesity, v. 11, n. 5, p. 333-348, 2016.
DHURANDHAR, Emily J. True, true, unrelated? A review of recent evidence for a causal influence of breakfast on obesity. Current Opinion in Endocrinology, Diabetes and Obesity, v. 23, n. 5, p. 384-388, 2016.
BAUM, J. I.; GRAY, M.; BINNS, A. Breakfasts higher in protein increase postprandial energy expenditure, increase fat oxidation, and reduce hunger in overweight children from 8 to 12 years of age. The Journal of nutrition, v. 145, n. 10, p. 2229-2235, 2015.