Na internet há muita informação inverídica sobre vegetarianismo e veganismo. Quem adere a esse estilo de vida acaba muitas vezes inseguro em continuar, diante de tanta desinformação.
Como aqui só falo sobre Nutrição Baseada em Evidências, com base em pesquisas científicas, hoje quero falar sobre os efeitos da dieta vegana no perfil cardiometabólico!

Em uma meta-análise de estudos observacionais envolvendo 40 estudos e aproximadamente 200 mil indivíduos, Benatar e Stewart (2018) analisaram os efeitos da dieta vegana sobre marcadores de saúde cardiovascular, quando comparados a quem seguia uma dieta onívora.

Eles viram que os veganos no geral ingerem menos calorias e menos gordura saturada e apresentam menor IMC e menor perímetro de cintura. Quanto aos marcadores, a dieta vegana se mostrou superior: veganos têm menores taxas de colesterol LDL, triglicerídeos, glicose em jejum e pressão arterial (tanto sistólica quanto diastólica), com nível de significância muito alto (p<0,0001). Estudos avaliando desfechos cardiovasculares devem ser feitos em longo prazo para confirmar a cardioproteção que as dietas veganas promovem, mas pelo que os marcadores apontam, a dieta vegana é muito adequada! Se bem planejada, ela é SIM segura e cardioprotetora!

Fiquem de olho que quinta-feira falarei um pouco sobre os cuidados que temos que ter quando adotamos dietas vegetarianas ou veganas!

REFERÊNCIA
BENATAR, J. R.; STEWART, R. A. H. Cardiometabolic risk factors in vegans; A meta-analysis of observational studies. PloS one, v. 13, n. 12, p. e0209086, 2018.

Annie Bello Phd
WordPress Lightbox Plugin