DIA INTERNACIONAL DA YOGA

By 21 de junho de 2020Nutrição com Evidência

Vocês sabiam que o Yoga é considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO? Quem acompanha o meu trabalho sabe que eu sempre sempre compartilho um pouquinho da minha prática pessoal e dessa filosofia por aqui, com o intuito de lembrar como é importante mantermos os cuidados a nível do corpo e da mente, bem como estarmos comprometidos com nós mesmos.

Hoje, dia 21 de junho, Dia Internacional do Yoga, resolvi trazer uma conversa que tive com o meu professor Thiago Villa Verde (professor autorizado do Instituto Sri K Pattabhi Jois Ashtanga Yoga (KPJAYI), nível 2, que realiza o seu trabalho com muita dedicação e entrega, para, quem sabe, inspirar novos praticantes.

Por que dizem que o yoga é uma atividade que para corpo-mente-espírito?

A palavra yoga significa em sanskrito união; união entre a alma (o eu) e o espirito (inteligência criadora). Quando essa união acontece, a mente entra em estado de yoga, um estado elevado de consciência que é conquistado através de pratica diária, essa prática pode ser física (Hatha yoga), do conhecimento (Jnana yoga) ou devocional/ espiritual (Bhakti Yoga). Todas levam ao mesmo lugar.
No ocidente, o Hatha yoga se tornou muito popular por ter o conceito de atividade física atribuída ao yoga, aonde o corpo e a respiração são os principais objetos de meditação.
Como deve ser a respiração durante a prática e porque ela é tão importante?

A respiração deve ser consciente, deve possuir uma forma, som, ritmo e uma intensidade. Através da observação desses elementos em todas a respirações ao longo da prática o praticante cria um estado ininterrupto de atenção (a concentração da atenção), que o leva a meditação.

Qual deve ser a duração de uma prática de yoga?

Depende. A pratica de yoga só funciona se você estiver presente, se você estiver focado e concentrado. Então se você estiver pensando em outras coisas, você estará praticando tudo menos yoga. Não existe nenhum lugar no mundo melhor do que esse para eu estar nesse momento que não seja esse. Este é o mantra que deve dar o suporte para prática; ou seja, em quanto você estiver pleno e presente você pode praticar e apartir do momento que você começar a pensar em outras coisas é a hora de parar.

As mulheres devem evitar a prática de yoga durante o período menstrual?

Sim, nesse momento é hora de eliminar o óvulo não fecundado e não retê-lo. A prática pode atrapalhar esse processo pois usamos bandhas (contrações da parte baixa do abdômen e do assoalho pélvico) como uso do controle da pressão e dos ritmos internos junto com cada inspiração e exalação.

Porque muitos praticantes de yoga acabam optando por uma alimentação à base de vegetais?

A alimentação é o combustível, e quanto menos trabalho ele der para ser digerida melhor. A prática de yoga possui observâncias de comportamento e uma delas é a não violência e apoiada nela o praticante opta por uma dieta vegetariana ou vegana.

Qual é a influência da lua na prática do yoga?

Na tradição da prática de Ashtanga yoga não praticamos no primeiro dia de lua cheia e nem no primeiro dia de lua nova. Antigamente na índia os mestres de yoga paravam nesses dias para realizarem longos rituais e oferendas as divindades. Além disso, o ciclo lunar interfere diretamente na água em nosso planeta, grandes oscilações nas marés, e no nosso corpo não podia ser diferente. Quando estamos praticando “full power” todos os dias sentimos a chegada da lua pelo o aumento da dificuldade para prática tornando assim esse dia ideal para o repouso.

O que é o tal do “yoga fora do tapetinho”?

É você buscar um caminho que seja leve, buscar a saúde, o equilíbrio e estar sempre observando aquilo que você se nutri fisicamente, energeticamente e mentalmente, entendendo que a pratica se expande a tudo aquilo que a gente se relaciona com.

Leave a Reply