Skip to main content

VOCÊ CONHECE O CONSENSO BRASILEIRO SOBRE ALERGIA ALIMENTAR?

A Sociedade Brasileira de Pediatria e a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia lançaram um documento em conjunto em fevereiro de 2018 abordando a etiologia, a clínica, o diagnóstico, o tratamento e a prevenção das alergias!

É um documento bem completo, que todo nutricionista deveria ler. Nutricionista NÃO DIAGNOSTICA alergia, mas é importante entender todos os mecanismos envolvidos para saber como a alimentação pode impactar na prevenção e no tratamento das alergias.

Pontos que eu destaco do Consenso:

  • Importância da microbiota na imunidade;
  • Reatividade laboratorial pode NÃO refletir na apresentação clínica (IgE positivo não significa desenvolvimento de alergia – a clínica é soberana);
  • Restrição alimentar na gravidez não previne nem causa alergias no bebê;
  • Aleitamento materno exclusivo até os 6 meses previne alergias (pela presença de IgA no leite materno);
  • A partir dos 6 meses de idade deve-se expor o bebê a leite de vaca, ovo, amendoim, castanhas, peixe e frutos do mar para prevenir alergia. Mas importante: exposição é diferente de rotina!;
  • Teste de IgG para alimentos (Food Detective) NÃO FUNCIONA!.

Há diversas outras informações importantíssimas, sugiro a leitura a todos! O Consenso está dividido em duas partes e pode ser acessado no link: http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sbp-e-asbai-publicam-atualizacao-do-consenso-brasileiro-sobre-alergia-alimentar/

Por aqui tudo é baseado em evidências científicas.

Leave a Reply